Ivo S. G. Reis - Artigos, Poesias, Contos e Crônicas
Textos


(Matéria original pelo mesmo autor em Irreligiosos (http://irreligiosos.ning.com)

Na era da informática, em que quase todas as comunicações estão disponíveis na internet, à qual somos freqüentemente obrigados a recorrer, mesmo para as coisas mais rotineiras do dia-a-dia (consultar notícias, emitir segundas vias de contas de luz, água ou telefone, agendar e responder compromissos, preencher formulários, etc.), torna-se cada vez mais necessário que conheçamos os princípios de navegação básicos dos sites, principalmente daqueles que freqüentamos.

E em se tratando de redes sociais, hoje todas elas repletas de inúmeros recursos, essa recomendação é mais válida ainda. Como vamos tirar o máximo de potencial que as redes nos oferecem, se não sabemos navegar e onde encontrar as coisas? As gerações mais novas, que em sociologia se convencionou chamar de "Y"  e "Z" não sentem muito esse problema, porque já cresceram convivendo com a informática e a internet.  Mas que dizer dos "baby boomers" e do pessal da geração "X", muitos deles ainda no mercado de trabalho? Para estes, esse novo aprendizado é muito difícil, não é das suas épocas. Então, além de atrapalharem-se eles ficam um pouco intimidados diante do uso do computador e, o que é pior, sofrendo discriminação por isso.

ChoqueeGeraes.jpgO choque de gerações: (boomers e "X") x ("Y" e "Z")

Membros dessas 4 gerações coexistem e esbarram-se, principalmente nos ambientes de trabalho. Geralmente, os chefes são baby boomers ou da geração "X", que pouco ou nada entendem de informática. Os recém-admitidos ou são da geração "Y" ou a garotada novíssima da geração "Z", todos antenados, atualizados com o que de mais moderno existe na era da informática. Essa geração mais recente julga-se superior às outras, que entendem como "ultrapassadas", por não conhecerem quase nada de informática, internet e coisas do gênero. E, de fato, o mundo virtual não é muito a praia deles porque em sua época isso nem existia. Mas também não é motivo para que sejam discriminados pelos mais novos, eis que tudo se aprende e os baby boomers e os "X" não têm culpa se suas gerações não conviveram com celulares, PC e internet. Portanto, é comum e até desculpável que se atrapalhem. O fato de os "Y" e "Z" conhecerem bem essas coisas, não lhes dá nenhum direito de sentirem-se superiores pois, se as datas de nascimento fossem invertidas, seriam eles que estaria nessa situação.

 

 A próxima guerra por espaços: (X e Y) x Z

 

GeraoZ.jpgParece estar bem claro que esta será a próxima batalha. Então nós, os "X" (eu também pertenço a esta geração), fomos os que mais sofremos, porque já enfrentamos uma guerra com os "Y" e estamos indo para a segunda, coms os Z (eles ainda não oferecem muito perigo, mas em dois ou três anos...). Isso só aconteceu com os "X", porque as outras gerações só tiveram um embate. E então, o que fazer? Continuar sendo discriminados, apanhando da internet, dos celulares, dos eletrônicos modernos? Não, esta não é a saída, porque a humanidade é má e não vai saber dar os devidos descontos.

O mais  acertado é mesmo correr atrás do prejuízo e nos atualizarmos. Eu, por exemplo já fiz (e acho que bem) a minha parte: sei fazer tudo o que os Y e Z fazem, talvez até melhor. Converso e discuto de igual para igual com eles (a menos que sejam "experts") e ainda sei algumas coisinhas que eles não sabem. Enfim, felizmente o que sei, dá para o gasto e ainda sbra. Por este motivo, jamais serei discriminado, a não ser pelos meus cabelos grisalhos que denotam a idade.

Aqui, a grande maioria é da geração "X", percebi. Atenção "baby boomers" e "X" do Irreligiosos e de qualquer outra comunidade internética: Acordem! Atualizem-se! Ou é isso ou ficar para trás, vendo a caravana passar.

Ivo S G Reis
Enviado por Ivo S G Reis em 09/10/2011
Alterado em 09/10/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mencionar: Autor original: Ivo S. G. Reis; fonte: Recanto das Letras - Site do Autor - http://www.ivosgreis.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários